terça-feira, dezembro 08, 2009

Passatempo hiphopexcentrico: Participa e ganha 1 cd

(Foto das capas by Baza Creative)
O egoísmo de uma forma geral consome os seres humanos desde os primórdios da nossa existência. Por um lado temos a ambição que por vezes no serve de desafio para alcançar-mos os nossos objectivos sem malícia em ter-mos que espezinhar o próximo, por outro tem a relação com a segurança de poder e por além é instintivamente natural nos protegermos antes de pensar-mos nos outros…

O egoísta de uma forma ou de outra é o juízo de instalação no egoísmo. Mais do que dar prioridade a si mesmo, o egoísta acomoda-se no egoísmo e se esquece cegamente do que o circunda, transformando por vezes este espírito maligno num egocentrismo crónico.

Para participares neste passatempo e ganhares um cd do “Projecto R.A.P. (Realidade, Amizade, Prosperidade)” de “PM & Convidados” só precisas expressar a sua opinião escrevendo em 15 linhas sobre o que pensas relativamente aos dois pensamentos assina descritos, o “egoísmo” e o egoísta.

Atenção: Temos apenas 30 exemplares para contemplar este passatempo que é exclusivamente reservado a pessoas que vivem em Portugal continental e ilhas. Envia-nos a sua opinião + nome completo + localidade para os emails: dnrhymes@hotmail.com , lweji_von@hotmail.com e hiphpexcentrico@gmail.com, até 20-12-2009. No ´ASSUNTO´ do email que enviarem escrevam ´PASSATEMPO HIPHOPEXCENTRICO´.

PARTICIPE!!! Paz e amor

Cartaz de Actividades do PM para Novembro e Dezembro de 2009

(clique no cartaz para ver em grande)
Poesia criativa e espiritual para reflectir Tema: Lençol espiritual

Tema: Lençol espiritual

…Não fale mais do que sentes no teu íntimo

Não vê apenas o lado que da vida é crítico

Verás que para além do físico tens o teu íntegro

Envia energias positivas pois o processo cíclico

Respira fundo, verás que de certo não minto

Boas vibrações são as que neste momento sinto

Vá pelo espírito e escuta bem o que digo amigo

Esquece a razão e fala de consenso comigo…


Obs: Linhas extraídas de um tema musical de PM (Poderoso Mensageiro)
Projecto R.A.P. desde Novembro na lista dos 10 cds + ouvidos na RDP África


O Projecto R.A.P. (Realidade, Amizade, Prosperidade) de “PM & convidados” está ser difundido regularmente na RDP África desde inícios de Novembro de 2009 e com frequência no programa “Musica sem espinhas”. Desde este mesmo período está também na lista dos 10 cds mais ouvidos do programa acima referenciado, no espaço ás “10+ da RDP África” uma selecção do jornalista e apresentador de rádio Nuno Sardinha, este espaço que por sua vez é divulgado pela televisão as 6ª feiras no programa “Musicas de África” pelas 22h da RTP África.

Para saberes mais informações sobre este projecto, pesquise aqui neste espaço da Internet: www.hiphopexcentrico.blogspot.com

Cartaz de Actividades do PM para Novembro e Dezembro de 2009

(clique no cartaz para ver em grande)
CONVITE MANO RAY - FESTA de Lançamento do Album "SHOW TIME", no W dia 9 dezembro, 22:30


Mano Ray diz:

tou aqui a convidar-te e espero ver-te, quarta-feira dia 9 dezembro,no lançamento do meu novo Album "SHOW TIME", na disco W, 22:30.

ficarei mto feliz se apareceres.... free entrance!

precisamos de mta gente p'ra animar a mha banda q tocará live! -;)

Mano Ray


P.S. clicando na imagem, linca para myspace www.myspace.com/manoray
Apresentação do CD Apre(e)nder Brincando

O CD do Apre(e)der Brincando 2009 foi apresentado no passado dia 20 de Novembro na E.B.1 Fogueteiro.

Esta actividade assinalou o fim de mais um ano de actividade do projecto Apre(e)der Brincando e foi celebrada através duma gincana de Direitos Humanos, musica e tecnologia. A Khapaz esteve a dinamizar uma estação com um pequeno estúdio para celebrar os direitos com o ritmo do Rap. Nas outras estações estiveram a associação Rato, a associação Acrescer e a Amnistia Internacional. A actividade foi promovida pela C.M. do Seixal em articulação com o agrupamento de escolas Paulo da Gama.

No fim da actividade os entregámos um CD a cada aluno, professor e restantes colaboradores da actividade. O CD tem um jogo sobre Direitos Humanos para ser jogado com pais e filhos e as 3 músicas feitas pelos alunos das E.B.1 da Arrentela e Fogueteiro.

No próximo dia 4 o CD será apresentado na E.B.1 da Arrentela com a mesma actividade.

Se estiveres interessado em conhecer este trabalho passa no www.myspace.com/aprenderbrincandoprojecto

Também temos alguns CDS disponíveis para projectos de intervenção comunitária, escolas, associações, centros de investigação e crianças interessadas.

Para isso enviem um email para nuno.s.khapaz @ gmail.com ou para nuno.rocha.santos @ cm-seixal.pt

Amor, União, Divertimento, Justiça e Paz – Hip Hop Khapaz

--
Justiça e paz
Sociedade Khapaz

Khapaz - Associação Cultural de Jovens Afro-descendentes
Caderno Consciência e Resistência nº 8 " O Negro Século 20"

Olá a Tod@s,

A Associação Encontros anuncia que já se encontra disponível o numero oito(8) do Caderno Consciência e Resistência Negra, com o tema " O Negro Século 20".

“ Num breve apanhado de palavras utilizadas para descrever a presença na história do Homem Negro ao longo destes séculos, os termos que mais sobressaem são: “descobrimentos”, “escravatura”, “abolição”, “incivilizado e sem alma”, “colonialismo” e consequente “descolonização”.

Numa tentativa de tentar combater estes estereótipos atribuídos à presença do Homem Negro na história da humanidade, como alguém que esperou para ser descoberto, destinado a ser escravo, e por fim libertado como se de ajuda divina se tratasse, através da abolição ou da descolonização, a Associação Encontros tem tentado nos anteriores Cadernos, dar a conhecer uma nova e mais justa visão da história do homem negro no mundo.

Na última publicação, abordamos o tema dos Lugares da Resistência do homem negro em diversos locais do mundo.

Nesta nova publicação, abordamos o século XX (vinte), um século que cremos poder apelidar de O Negro Século Vinte.

Apesar da abolição da escravatura em, esta efectivamente nunca desapareceu, o homem negro apesar de livre continuava quase sem direitos e dependente. Novas leis e regulamentos foram criados, que continuavam a submeter o homem negro ao lugar de escravo , indígena e colonizado.

Resumindo, ele ganhou a liberdade, mas nem por isso mais direitos, ou melhor dizendo, o direito de ser um Ser Humano.

Colonialismo, segregação, apartheid, estatuto do indígena, são apenas alguns termos que vestiram com novas roupas o “novo escravo” do mundo moderno.

Com a viragem do século, iniciativas significativas viriam a alterar esta situação.”

Índice de temas

A luta pela Liberdade Continua 3

O Novo Negro e o Black Harlem Rennaissance 5

“Will V-Day Be Me-Day Too?” de Langston Hughes 9

Movimentos Civis Afro – americanos 11

Leis discriminatórias nos EUA (Sistema de Jim Crow) 14

Consciencialização e Poder Negro “O Poder Negro - sua necessidade e essência” de Stokely Carmichael 17

A Negritude – O Negro recusa a assimilação 26

O impacto do sistema colonial sobre os povos e territórios colonizados 32

“A Violência” por Frantz Fanon 36

Ficha Bibliográfica Encontros 42


O nosso Caderno tem o preço simbólico de 2,50 Euro. A entrega poderá ser feita pessoalmente, em lugares previamente marcados, na Cidade da Amadora ou Lisboa.
Poderá ser entregue por correio, mediante o pagamento de mais 1.30 Euros para gastos de envio (por cada Caderno). Nesta quantia encontram-se incluídos: o envelope, o selo e a gramagem da correspondência. O pagamento poderá ser feito por transferência bancária.

Caso esteja interessado em adquirir um dos nossos Cadernos, contacte-nos através desta caixa de correio electrónico associacao.encontros@gmail.com , ou para os seguintes números de telemóvel: 93 4285614 ou 96 6257323.

Os nossos agradecimentos,
Associação Encontros
associacaoencontros @ gmail.com

quinta-feira, novembro 26, 2009

PM estará no programa MÚSICAS D’ ÁFRICA da RTP África

Emissões do prog. MÚSICAS D’ ÁFRICA (hora de Lisboa)

RTP 2 – dia 29 08h00

RTP África – dia 27 22h00 e 02h00 do dia seguinte (madrugada)

RTP África – dia 28 17h45 e 04h45 do dia seguinte (madrugada)

Esta iniciativa está inserida na série de actividades que o PM está a desenvolver até ao final deste ano.

Cartaz de Actividades do PM para Novembro e Dezembro de 2009

(clique no cartaz para ver em grande)

domingo, novembro 22, 2009

Cartaz de Actividades do PM para Novembro e Dezembro de 2009

(clique no cartaz para ver em grande)
O cartaz “NOV´DEZ´PM´09” é mais do que um simples cartaz cultural e publicitário. Vem sobretudo simbolizar o fecho de um ano produtivo, positivamente de grande relevância no crescimento e progresso do artista, o mesmo vem ainda contemplar actividades intimistas de forma a interagir de forma directa, descontraída e divertida no gozo do sucesso espiritual plausível. Entre o amor a arte (Obra), a prudência artística de PM (Poderoso Mensageiro) e o aumento de um público que o compreende, admira e acredita (Amigos e fãs).

Actividades estas, irão acontecendo de forma aleatória ou se não, entre o presente mês de Novembro de 2009 até 31 de Dezembro. Estas actividades têm também o valor de preencher momentos, emocionar, entreter e prendar os fãs e apreciadores da música de PM, bem como também de quem respeita o seu trabalho e valor humano no plano social como cidadão activo.

Porém, visite o espaço www.hiphopexcentrico.blogspot.com durante estes dois meses e participe, viva, colabore e se for possível enviem-nos ideias relativamente a divulgação do próximo trabalho de PM (Poderoso Mensageiro) que será o lançamento do seu 2º trabalho discográfico de originais. Obrigado pelo apoio e força.

Jorge Dácio p/ LIRICAL RECORD
11-11-2009 (Data em que se festeja a independência de Angola)
Hiphopexcentrico connection /// hiphopexcentrico@gmail.com Contactos para shows e outras actividades:

Lirical Record /// Brevemente site oficial
pmlirical@hotmail.com
+ 351 964 919 799 /// Portugal
+ 244 925 925 579 /// Angola

quarta-feira, novembro 18, 2009

Festival Ajudar Cabo Verde Contra a Dengue
Dia 29 de Novembro (Domingo) das 17 horas às 20 horas, no SoulClub em Alcantara (Antigo Luanda).

Com os artistas: Gilyto, Jorge Neto, Tó Semedo, Nancy Vieira, Gaby (dos Irmãos Verdades), Eddu, Loony, Maisa, Djodje, Ricky Boy, Hugo, Kido Semedo, Billy Family, Djonny Lima, Kidy, Dj Beleza & Dj Black.

Entrada Livre, apenas terão de levar pelo menos uma caixa de Paracetamol, 1 caixa de Vitamina C e um repelente.

Recebemos esta mensagem via sms.

domingo, novembro 15, 2009

Apelo de Ajuda para Cabo-Verde devido à Dengue

Vários milhares de casos de Dengue e 6 mortos estarão já confirmados em Cabo-verde devido ao surto de Dengue. O stock de medicamentos para o combate à doença terá acabado segundo sms que está a ser enviada.

Assim, foi iniciada uma campanha de ajuda em que se pede que as pessoas levem repelente para os mosquitos e o medicamento paracetamol.

Local de recolha:
Lisboa dia 22 de Novembro, Domingo, das 15h às 18h na Cidade Universitária, frente à cantina da Faculdade de Ciências.

Na Margem Sul, Seixal, dia 22 de Novembro, das 19h às 21h.

Contactos: Ana Duarte 96 469 41 14; Timas Tavares 96 388 15 55.

Passem mensagem.

Uma notícia relacionada: http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/dengue-saude-portugal-cabo-verde-turistas-tvi24/1100942-4071.html

quinta-feira, novembro 12, 2009

Hoje, o PM é entrevistado na RDP África Pelo Jornalista Nuno Sardinha

PM em entrevista com o jornalista Nuno Sardinha no programa "Músicas Sem Espinhas".

Para escutar online (pelas 16horas, hora de Lisboa) basta ir a http://tv1.rtp.pt/wportal/popups/player.php?canal=4

No seu rádio pode sintonizar em 101.5 FM Lisboa.

segunda-feira, novembro 09, 2009

Demónio Vermelho"-Peça de Teatro em Monte Abraão

Demónio Vermelho – Grupo Teatroesfera em Queluz


www.teatroesfera.blogspot.com

O Grupo Teatroesfera virá para o espaço Teatroesfera, em Monte Abraão (na rua Cidade Desportiva, junto à estação de comboios de Monte Abraão) de 6 a 15 de Novembro, com a peça “Demónio Vermelho”. Está desde 13 de Outubro”, no Teatro da Comuna, na Sala Nova - Praça de Espanha, em Lisboa, onde ficará até 1 de Novembro.

As sessões são de 4ª feira a Sábado às 21.30, e Domingos às 16H. O bilhete normal é de 10 €, com desconto para os Munícipes de Sintra, a 7,50€

Demónio Vermelho,de autoria de Hideki Noda, com encenação de Rui Luís Brás é essencialmente um pequeno conto sobre o preconceito, o boato, a xenofobia, contado de uma forma mágica, como uma ilustração de um conto de fadas. Uma visão actual de como recebemos, ou não, quem é culturalmente diferente. Como uma comunidade de uma pequena aldeia trata um alien, não um alien de outro planeta mas um ser humano de outras paragens. O Demónio Vermelho, que não é o demónio, nem sequer vermelho, apenas não fala a linguagem local, é acusado de raptar bebés, comer pessoas, planear uma invasão através de mensagens em garrafas e de ter relações íntimas com uma aldeã. E por isto, é levado a julgamento...

Hideki Noda não é só um dos melhores, é absolutamente o mais talentoso e provocador dramaturgo do Japão contemporâneo.

No elenco podemos ver: Alexandra Pimenta, Francisco Brás, Miguel Ferreira Torres, Paula Sousa, Pedro Bargado, Peter Michael, Ricardo Neves, Suzana Farrajota, Vítor Oliveira.


www.teatroesfera.blogspot.com

quarta-feira, novembro 04, 2009

Exposição de Escultura Angolana
De António Magina, decorre até 30 de Novembro aos dias úteis das 10h às 18h, no Centro de Arte Contemporânea da Amadora - Rua Beatriz Costa, 18 - R/C, 2720-486 Amadora (Urbanização dos Moinhos - Alfragide Norte).
Venha apoiar o artista angolano. Passe a mensagem por favor.

sexta-feira, agosto 21, 2009

FAITH LIKE POTETOES
Ele começou por racismo, ódio e desespero e encontro a FÉ.
Um filme Sul Africano que vale a pena ver.



quarta-feira, agosto 12, 2009

Prince Wadada Lança álbum KAZUKUTA
É isso mesmo povo, nosso Mano (mano de Todos Nós) Prince Wadada já tem o seu novo álbum à venda! APoia só! Compra Online nas lojas online. Consulta o Press Release para saberes mais:



www.myspace.com/princewadada
Segue o Tiwtter do Mano em www.twitter.com/prwadada

«(...)E Nunca, Nunca se concorda com a violência, nem que para isso se passe por "Menos Homem"» - Assim fala um homem de coragem! Go go Prince Wadada, estamos contigo Mano!

sábado, agosto 08, 2009

District 9 - O filme do realizador Sul Africano Neill Blomkamp

District 9 Full Trailer from Zac Oldenburg on Vimeo.


www.youtube.com/watch?v=WZnpzfcMheA


Realizador, actores, localização: África - África do Sul - Johannesburg.

Sabe mais em www.district9movie.com e em www.d-9.com
Hollywood... aqui vêm os Africanos! ;D Youtube mais de 1 milhão de visualizações! Este filme vai arrazar!
We are coming.. we are coming! Go Afrika! Go Afrika!
Temos muito para dar ao mundo!
Calendário de projecções: http://www.sonypictures.com/movies/district9/international/?hs317=district9epksite+wwrd

Outros sites relacionado com o filme:
http://www.multinationalunited.com
http://www.mnuspreadslies.com
http://www.district9movie.com

PS: Não somos contra aliens. São bem-vindos.

sexta-feira, agosto 07, 2009

Irmãos Verdades e a Solidariedade
Amanhã à tarde todos os caminhos vão dar à práia de Santo Amaro Oeiras ( clica para veres onde fica): A Banda Angolana Irmãos verdades estará lá para vos acolher!

Apareçam e levem material escolar para contribuirem no projecto de angariação de material que eles estão a desenvolver para os Países Africanos de Língua Portuguesa. Tenham um Sábado Solidário!

www.irmaosverdades.com

Go Go Irmãos Verdades!!!
URBAN JUMP PARTY
Powered MVM TV (www.mvmtv.net) & SuperNoite.
Um conceito Electrificante@Ngaru, dia 7 de Agosto/ 6ª Feira na Praia da Cabana do Pescador na Costa da Caparica.

Tudo ao molho! Envia nome para a guest list (96 941 35 29).

Senhoras euros6 bar aberto. Senhores euros12 com 2 bebidas.

Sem nome na guest list: Senhora euros6 com 1 bebida e Senhores euros14 com 2 bebidas.

Um mambo doce do nosso Mano Miguel Almeida(Shor)
Projecto "Belém Urbana":Oficinas Hip Hop:Fábrica das Artes‏

Projecto “BELÉM URBANA”
OFICINAS HIP HOP | FÁBRICA DAS ARTES

14, 15 e 16 Ago 2009
VÁRIOS LOCAIS

ENTRADA LIVRE

Hip-hop: nome de uma cultura iniciada nos bairros carenciados de Nova Iorque na década de setenta, cultura que se expressa utilizando a música (Rap: Dj e Mc), a dança (break-dance: B.boy) e a pintura (Grafitti: Writer) e que é utilizada pelos seus protagonistas como forma de expressão e de protesto para as realidades em que vivem. Os três workshops que propomos têm como objectivo consciencializar, educar e motivar para futuros projectos. Estes workshops servem não apenas para jovens e crianças, mas também para adultos, especialmente os técnicos da área social que se deparam diariamente com a emergente necessidade de responder a questões relacionadas com a cultura que se vive na rua.
Programação Oficinas

GRAFFITI
Com Mask | Nomen
Para todos, a partir dos 12 anos
14 a 16 de Agosto às 10:30
Ringue
Duração 2 horas

BBOYING (BREAK DANCE)
Com Bónus | Mastyle | Speedy
Para todos, a partir dos 8 anos
Cubo de Vidro
14 a 16 de Agosto às 15:30
Duração 2 horas

RAP COMO RIMA E POESIA (DJ/MC)
Com Biru | DJ Maskarilha
Sala D – Fábrica das Artes
Para todos, a partir dos 14 anos
14 a 16 de Agosto às 14:30
Duração 3 horas

JAM SESSION
Com participantes das oficinas de Break-Dance e Rap
Fábrica das Artes
14 a 16 de Agosto às 17:30
Duração 1 hora
www.ccb.pt/sites/ccb/pt-PT/Programacao/CCBFORADESI09/Pages/OFICINASHIPHOP.aspx

quarta-feira, julho 22, 2009

Noite Super Mwangolé - Lançamento do Álbum de Walter Widal
Sesta-Feira dia 24 de Julho é no Mussulo (Lisboa). Lançamento do álbum do Mano Walter Widal. Convidados especiais: PM, D3M e surpresas... Senhora na guest list não paga e o cavalheiro paga menos. Cavalheiro: 12 Euros. Infoline: 96 922 09 56

sábado, julho 18, 2009

Namoro Violento Não é Amor


Faz mais contra a viol~encia doméstica. Ama de Verdade não sejas violent@ com a/o tua/teu namorad@/ espos@.

Sabe mais em http://www.amorverdadeiro.com.pt
Divulga e não sejas violent@, sê carinhos@!

terça-feira, julho 14, 2009

COLECTIVO MIRAGENS TEATRO - LUANDA | ANGOLA presente no Festival de Teatro de Almada


Clique para ver o link directo com informações sobre o Colectivo Miragens Teatro.

O Colectivo Miragens Teatro foi fundado em 1995 na Comunidade Religiosa de São Luís, no Bairro Rangel, e é hoje considerado um dos mais importantes colectivos de criação teatral de Angola.

Não perca a oportunidade de assistir ao trabalho de Teatro deste colectivo angolano.
Toda a informação sobre este excelente festival em ww.ctalmada.pt
Angola Participa nos Jogos da Lusofonia

Aceda à programação aqui

Visite o Site Oficial do Jogos - www.lisboa2009.org, divulgue e participe!

quarta-feira, julho 08, 2009

PM (Poderoso Mensageiro) de volta a Portugal(Foto by Baza Creative)
Olá pessoal, amigo, truta, camarada, soldado, tropa e por além visitantes deste espaço www.hiphopexcentrico.blogspot.com, em especial aos fãs, apreciadores e inspiradores da minha musica e consciência (vocês são cúmplices da minha existência, estimo-vos).

Como já antes tivera escrito neste espaço, eu e os meus criamos este espaço para divulgar informações sobre cultura, educação social, política, memórias, entretenimento, activismo pró mudança e muito mais, mas divulgamos apenas o que nos faz interesse, ou seja do meu interesse e da equipe que colabora comigo para a existênxia deste pequeno e aleatório jornal @nlinet. Prioritariamente divulgamos as minhas actividades e trabalhos como também os de alguns amigos.

Este espaço @nlinet andou uns tempinhos parado devido a minha ausência durante sete meses fora de Portugal, pois encontrava-me em Angola fazendo trabalho de campo. Porém estou de volta a Tuga (arena lusa), a partir de agora mantenham-se atentos pois a saga não para, amizade, musica e activismo social. Paz e amor, luz e calor "humanistikel" para todos.

PM LIRICAL@CTI@N aos 27´Junho´2009 a´s 04:333 d´manhã escrevinhando.
Hiphopexcentrico Backgrounder 2009
"A minha 3ª viagem a Angola - Pós migrado em Portugal- 1ª versão"
Assim começo por relatar o propósito da minha terceira viagem a Angola, porém vou começar por divagar os momentos que vivi na minha segunda viagem a Angola pós migrado em Portugal (risos). Já não me deslocava a terra durante algum tempo, ou seja há um tempinho, pois desde que cá estou migrado fui apenas três vezes a contar com a última. Lembro-me de ter ido pela primeira vez em 2004, na altura em que documentei na minha história como homem de arte, a minha primeira obra discografica de originais aos 25 de Setembro se a memória não me for falível.Quem sou para ter este choro, há quem vive em Portugal a mais de vinte anos e só vê Angola nos seus sonhos, outros ainda pela TV, contos e pela literatura, ou seja, imaginam... eu agredeço a Deus.

O tempo falou por si e cá andei, até que no ano passado de 2008 começei activamente a preparar o meu 2º álbum de originais, por isso desloquei-me a Angola para terminar a obra complilando assim com algumas produções de produtores e músicos que vivem por lá. Na verdade foi também uma especié de respirar mais um pouco a poeira da minha terra mãe e sair desta tensão de choro ocidental, até porque foi nesta altura que conheci um pouco mais da infantilidade que dormia comigo todos os dias junto de muitos intervenientes que fazem parte do movimento rap em Portugal... foi deste mesmo barco de ilusão e de imaturidade que me desliguei, fazendo assim uma linda e bonita viagem as minhas raizes.

No entanto ao estar em Angola, viajei várias vezes para Benguela de carro com o meu irmão e colega Hélvio, o tal puto que lhe chamo o fenómeno da voz do Semba (um dos ritmos mais conhecidos dos vários tradicionais existentes em Angola) da nova geração, mas como eu, também bebe vinho, cerveja e tem uns rastas por fazer (risos). Com seu carrinho Getz modesto da Hyundai que nos levava de Luanda á Benguela e de volta a Luanda nos trazia, Luanda a capital de Angola, terra das oportunidades onde muitos "provincianos" encontram vencimentos gordos de esperança de verem o sucesso das suas hablidades e dons serem reconhecidos pela nação e daí a internacionalização. Okey! Lá iamos com umas birras e carne de caça assada que pelo caminho parando encontravamos com as Kotas que paiavam estes mambos (Senhoras mais velhas que vendiam estas coisas) para os camionistas, taxistas e passsageiros que faziam aquela rota (risos). Obs: Porém, não é um bom exemplo andares a conduzir e ir bebendo alcool pelo caminho.

Na felicidade das nossas viagens, um dia destes andei pelos bairros da província de Benguela a ver o que tinha mudado para melhor ou o que tinha sido destruido... Encontrei muitas coisas boas mas também encontrei outras coisas más... passando a frente, pensei que havia ainda muitas mais coisas para se fazer, o que se perdeu visonei uma reposição mais actualizada. Para além dos bairros que visitei, o meu plano foi visitar ainda mais para tirar conclusões e ver viva de perto a realidade de que as pessoas falam e vivem, porque da cidade "sei" eu e já tinha visto quase tudo, neste andar visitei também alguns lares socias, enfim.... Encontrei uns com melhores condições e outros com fortes necessidades de apoio.

No entanto pus-me na conversa com um vizinho meu sobre o assunto e sobre valores morais, culturais, acção social, e nesta ele disse-me que dava formação como voluntário num lar social e que este se chamava "Aldeia de crianças SOS", daí combinamos visitar esta aldeia algum dia, chegando então ao dia, até acordei um pouco mais cedo e ressacado pela noite de ontem que me tinha levado num arrastão júvenil duma forte tibaria (Beber alcóol relativamente fora do estímulo normal que se aconselha) de cervejas Carlsberg e de Cuca em lata, mas com prudência tive de honrar o compromisso que assumi em fazer aquela visita.

Foi uma experiência muito interessante, pois deparei-me com uma organização fora do comum, comparando com os lares que visitei antes... Pensei então que em vez de preocupar-me em ter mais um álbum de originais no mercado, porquê não deixar-me levar pelo coração e consciência? Priorizei assim o meu dom, emprestando-o a um projecto musical que tivesse dois sensos: um musico- cultural, educacional e outro de sensiblização a acção social. Nestas duas visões, precisei apenas de saber como fazer o projecto, depois saber se valia pena pregar estes ambientes numa sociedade tendenciosa pela cegueira social e agarrada as vicissitudes do capitalismo selvagem. Pensei, como divulgarei esta obra para despertar a consciência das pessoas para se criarem mais lares com a mesma estrutura organizativa tal como a aldeia acima mencionada e sobretudo alertar a concsiencia do cidadão civil a comungar comigo contribuindo neste projecto?

No entanto procurei arranjar condições financeiras para criar então a obra onde participacem vários musicos e com diversos ritmos, mas para isto precisava-se de interesses comuns entre os convidados ou uma boa verba para custiar os estudios e musicos convidados, batendo assim inúmeras portas, desde instituições estatais e privadas, mas estas portas estavam todas bem fechadas, nada consegui para tal ambiente, na altura até saiu-me um "foda-se, se fosse para apoiarem concursos de miss eram os primeiros, mas para causas essencialmente importantes e prioritarias até fingem não saber de nada"... Mas com ajuda de uma pessoa em especial, sem igual, amiga e com muito bom coração consegui então criar um projecto estruturalmente solído, com tudo para ter visiblidade, grande dimensão e que chamasse a atenção de todos os angolanos sem excepção de idades ou escalões sociais.

Regressei então da minha segunda viagem a Angola pós migrado em Portugal (risos), no dia 1 de Junho de 2008, a correria foi produzir o projecto e regressar de novo para Angola já com o projecto feito para então entrar em actividade, regressei então no dia 13 de Setembro. Para mim não importava tanto as baixas que pudesse ter na divulgação e nos resultados não muito ricos... O mais importante foi o que ainda acho, o projecto teve a nota 100% depois de olhar para alegria e sorriso daquelas crianças quando os visitei e falei-lhes do projecto até ao dia da primeira entrega. Assim foi um pouco da minha história e do porquê ter feito esta "Minha 3ª viagem a Angola- Pós migrado em Portugal".

Para mais inf@s acompanhem-me apoiando este projecto, pois ele é contínuo... Paz, amor e MwAngolAvante.

Texto por: PM (Poderoso Mensageiro)- rapper
Hiphopexcentrico backgrounder: aos 21 de Junho de 2009
Jornalista Miguel Neto em Los Angeles - USA
Directamente do próprio, reproduzimos a mensagem Alto Nível de Miguel Neto:

O apresentador angolano Miguel Neto deslocou-se de emergencia a cidade de Los Angeles para constatar também o ambiente que se vive à volta das exequias funebres de Michael Jackson.

Tendo deixado Angola na noite do dia 3 de Julho, Miguel Neto que escalou Lisboa, chegou a Los Angeles as 22 horas locais (6h em Angola) sob fortes foguetes e lancamento de fogo de artificio que assinalaram as comemoracoes de mais um aniversario dos Estados Unidos, a 4 de Julho.

À sua chegada a Los Angeles, o apresentador deslocou-se até Hollywood onde depositou também a sua coroa de flores na estrela de Michael Jackson.

Nivel
PM (Poderoso Mensageiro) rapper angolano em acção social (2008/2009)

O rapper angolano
PM (Poderoso Mensageiro) reside em Portugal há quase uma decáda, esteve em Angola durante o mês de Outubro de 2008 até ao primeiro trimestre de 2009 em trabalho social. Firme e de coração aberto, o rapper deslocou-se a Angola para promover um projecto musical com vertente social titulado R.A.P. (Realidade, Amizade, Prosperidade), cujo o objectivo fulcral foi de despertrar e de sensiblizar a consciência social ao amor ao proximo como desenvolvimento, divulgar a existência de Aldeias de crianças SOS em Angola, a forma bonita e organizada como trabalham, e parte das vendas deste projecto musical reverteu em forma de material didático e cultural para um dos projectos, a Aldeia de Crianças SOS na provìncia de Benguela em Angola.

Porém, o rapper angolano que já é conhecido por muitos apreciadores da cultura Hip Hop dentro do ciclo Palop e por além, pela sua veia independente e impulsionador da cultura acima mencionada, criador de vários projectos com o fim social, utilizou mais uma vez a sua poesia e musicalidade para chamar a atenção das pessoas ao amor ao próximo e mais, no conteúdo da sua música propôs a reposição de alguns dos valores cívicos, etícos, morais, sociais, culturais e sobretudo humanos que o povo angolano veio perdendo durante os largos anos que esteve em guerra e que ainda se faz sentir nos dias hoje...

PM levou como mensagem para a consciência dos seus irmãos angolanos, que para se atingir o progresso de qualidade de vida esperado por todos angolanos, a sinceridade, clareza e intervenção de todo angolano independentemente da intervenção do estado, é indispensável.
Educação e cultura: Crítica ao livro ´A sarrabulhada de Miguel Neto ´ Livro da autoria de Miguel Neto (Jornalista e entertainner Angolano)

Consulte a nota ao final deste texto.

De uma forma geral, apreciei a forma como o autor do livro enfatiza os valores que a sociedade angolana deverá resgatar para que se possa ter e sentir enquanto enquanto uma nação.

Gosto particularmente do incentivo que dá aos jovens no que toca ao prosseguimento de estudos, empreendorismo e no que toca a solidariedade e amor ao próximo.

Faz críticas veladas a uma franja da sociedade angolana que se pauta pelo despezismo e futilidade, estas foram tão bem concebidas e descritas que consegui rever um conhecido Zé ou uma conhecida Maria, porém sinto que muito do que pelo o autor foi criticado é muitas vezes nos seus programas seja de rádio como de tv incutido aos ouvintes/telespectadores como algo aceitável, o que na minha opinião transmite uma certa contradição. O autor critica determinados comportamentos no livro e incita os mesmos nos seus programas. É o caso do artigo "A má língua tem os dias Contados". Neste artigo, o autor desfere vários golpes aos tidos como fofoqueiros mas o certo é que quem segue os seus programas sente que o mesmo destila e exalta várias anonimosidades entre determinados artistas. Tal como no artigo "Que Jovens teremos futuramente?" o autor rejeita o comportamento lascivo e agressivo dos jovens integrantes da cultura Hip Hop, porém todos temos conhecimento que o Nível do Neto prima por ser Padrinho do Beef.

Os artigos que mais me suscitaram interesse foram: "Solidariedade, afinal é possível","Ir á Luta por meios próprios", "Valores Morais precisam-se", "O Hábito pela Leitura activa os Bons Costumes". Porque mais do que criticar o que não temos feito, dá-nos a conhecer todo um mundo que já foi uma realidade entre nós mas que por agora se encontra adormecido.Concede-nos Angola enquanto Povo, sentindo e cuidando do seu Povo e não enquanto terra da fortuna sofrívelmente fácil. Há uma grande preocupação em passar um legado de companheirismo, de amizade e união.

O livro no seu todo apresenta indícios de uma positividade inteligente, reflectiva e não a típica positividade que serve para nos consolar, conformar ou mesmo aplacar. Também senti que o autor teve o cuidado de não sacudir somente a culpa de se ter construído um império de faltas, falta de amor, falta de respeito, falta de justiça, falta de humildade, etc nos tempos idos de guerra civil, da mesma forma que me identifiquei com a vontade do autor em dar a conhecer o sentimento predominante na diáspora.

Para terminar, devo apenas acrescentar que este é um daqueles livros que deveria ser lido pelos mais velhos aos mais novos... no Onjango. Porquê? Para renovar o espírito da passagem de valores de geração a geração.

Por: Telma Tvon aka TL (rapper)
Outros dados: Profissão; Funcionária pública,
Grau académico; licenciatura em "Estudos africanos"
Hiphopexcentrico backgrounder: Lisboa/Portugal aos; /06/2009


NOTA: Quando encontramos a palavra "crítica" tendemos a considerar apenas a sua carga negativa. De facto, existe a crítica num sentido de "Apreciação", apreciação de uma dada obra ou actividade. É importante sublinhar que a palavra "crítica" não pode nunca ser compreendida apenas como algo negativo; a crítica pode ser positiva ou negativa. A crítica literária é uma apreciação do trabalho do autor. FIM DE NOTA.

sábado, maio 16, 2009

DIZ NÃO À EUROPA DA VERGONHA
A tua voz e presença contam! Não fiques em ca
sa!

PARTICIPA na Jornada Europeia pelos direitos dos/as Imigrantes

Domingo, dia 17, 15H, MARTIM MONIZ

Dia 17 de Maio, um pouco por toda a Europa – em países como a França, Itália, Luxemburgo, Hungria, estado Espanhol (Madrid, Murcia, Galiza, País Basco) – vão se realizar uma série de iniciativas de contestação às políticas de imigração que têm sido implementadas na União Europeia.

Uma iniciativa de uma ampla rede de organizações, Pontes e não Muros, cujo manifesto, a ser enviado aos/às candidatos/as às eleições europeias, poderá ser consultado e subscrito (para organizações) em www.despontspasdesmurs.org

A União Europeia continua encerrada numa visão repressiva, eurocêntrica e redutora das migrações. O controlo das fronteiras e a perseguição dos/as imigrantes indocumentados/as, tornaram-se as palavras de ordem das políticas migratórias na EU, como bem o demonstram a Directiva das Expulsões e o Pacto Sarkozy.

Em tempo de crise, o/a imigrante tornou-se um bode expiatório, uma receita populista, conveniente para atrair votos e fazer os votantes esquecer os falhanços das políticas económicas e sociais.

Mas nós rejeitamos esta visão do país e da Europa:

· Porque contestamos estas as políticas que têm alimentado a migração clandestina e o tráfico humano, e um contingente de mão-de-obra desprovida de direitos, descartável, vulnerável perante a exploração laboral;

· Porque rejeitamos a consequente guetização de que têm sido alvo os/as migrantes e seus filhos/as;

· Porque estamos cansados/as da política do bode expiatório;

· Porque queremos combater a sério a xenofobia.

Em Portugal, domingo, dia 17, 15H, MARTIM MONIZ, também vamos DIZER NÃO À EUROPA DA VERGONHA:

· Pela regularização dos/as indocumentados/as;

· Contra a Directiva das Expulsões e o Pacto Sarkozy;

· Contra a xenofobia e a política do bode expiatório.

PORQUE COM DIREITOS IGUAIS TODOS GANHAMOS

Participa. Passa mensagem.

Poderás também subscrever a carta aberta sobre políticas de imigração lançada no passado dia 6 de Maio, através do email cartaabertaimigracao@gmail.com

sábado, abril 25, 2009

3ª edição do Festival ImigrArte - A festa vai começar!

Três dias de muita arte e cultura. Dia 1, 2 e 3 (Domingo) de Maio.

Clica no cartaz e programa abaixo ou visita o blog da interculturalidade http://www.lisboaintercultural.blogspot.com



3º Aniversário da Crew Hassan - 1 de Maio

Muita, muita festa, muitas performances, exposições. Para além da info contida no duplo cartaz aproveita a sugestão e passa na Crew Hassan para visitares todo o trabalho em exposição e instalações, não te irás arrepender!

Para a mega festa, marca na tua agenda, dia 1 de Maio.

Visita: www.crewhassan.org

www.myspace.com/crewhassan
MigraSons - Rádio e Diversidade

Já está online um programa de rádio muito especial, muito sem muros. Descobre o MigraSons, todos os Domingos na Rádio Zero ou visitando http://migrasons.blogspot.com

quinta-feira, abril 16, 2009

Festas Mayday 2009!

A caminho do 1º de Maio, continuamos a mobilização. “Somos muitos +”: a Festa MayDay Lisboa 2009 está a chegar, para juntar muita gente antes da parada no Dia do Trabalhador e da Trabalhadora.

Uma Festa para continuar este percurso de visibilidade e luta contra a precariedade. E para chegar a mais gente esta ideia: é possível enfrentar a precariedade e descobrir espaços de encontro que nos tornam mais fortes.

É por isso que pensámos um espaço de convívio em que os concertos, os filmes, a música, o espaço de construção de materiais para a parada, a presença do movimento associativo, as conversas e os copos são propostas para acrescentar vozes e ideias à parada de precários e precárias do 1º de Maio.

É já na próxima 6ª feira, no Ateneu Comercial de Lisboa, bem no centro da cidade, ao lado do Coliseu. À entrada, pedimos-te uma pequena contribuição: sim, porque não queremos ter patrocínios para esta montar esta Festa e construir o MayDay Lisboa 2009.

A exploração está na moda entre patrões e governos, somos cada vez mais aqueles e aquelas que vivem vidas permanentemente precárias. Somos muitos mais do que dizem as estatísticas. Somos mais do que números, somos pessoas. E lutamos para que as nossas vidas não sejam assim para sempre. Estamos a meio de um percurso que junta diversidade na recusa, com a força e energia de cada um de nós. Queremos ser muitos e muitas mais, para fazer uma grande parada no 1º de Maio!

Vem festejar a recusa da precariedade! Contamos contigo!

17 de Abril, 6ª feira :: a partir das 22h

Ateneu Comercial de Lisboa
Rua das Portas de Santo Antão, 110 (perto do Coliseu)
Metro: Restauradores - Mapa

:: CONCERTOS de As Tucanas e Pedro e Diana ::

:: DJ's Crew Hassan ::

:: JOGOS :: FILMES :: Music battle* :: Construção de materiais para o 1º de Maio :: BANCAS

O Precariado dá luta!

* traz o teu leitor de música portátil com as tuas músicas para também fazeres a festa! Na "Music battle" cada pessoa que queira pode escolher uma música com a ajuda do DJ e levar a festa ao rubro!!

quinta-feira, abril 02, 2009

Debate Público Do “motim” de Caxias ao terror de Monsanto
Boas irm@s,

A Khapaz esta semana a reflectir sobre a "Sociedade" desta vez em parceria com a ACED em mais uma sessão sobre as prisões em Portugal. não só para nós, que temos familiares amigos e conhecidos encarcerados, mas para todos os que percebem que as prisões não "reabilitam ninguém" e, pelo contrário, tiram a dignidade de muitos seres humanos. num dos países com maior taxa de reclusos da Europa, e após o relatório da Comissão de Prevenção da Tortura, que apontou para a continuação violação dos direitos humanos e para as condições desumanas das prisões, este debate é para todos.

Sem Justiça não há paz
Sociedade khapaz

Debate Público
Do “motim” de Caxias ao terror de Monsanto


3 de Abril, sexta-feira, 20 h.
Associação KHAPAZ
Rua João Martins Bandeira, 7-A
ARRENTELA – Seixal


Treze anos depois, a “Justiça” portuguesa encontrou “razões” para
levar a julgamento 25 pessoas acusadas de “amotinamento” no reduto
Norte do Forte de Caxias - por factos ocorridos em 23 de Março de 1996
- de que os ora acusados não têm qualquer responsabilidade.

O arrazoado acusatório não é mais do que um delirante exercício de
ignorância, revanche e tentativa de branqueamento do sistema
prisional. Porque, para quem não tem a memória curta, o que se passou
na data em apreço não foi mais do que uma acção ilegítima de pura
barbaridade e terrorismo de Estado contra os presos de Caxias que, num
protesto cívico e civilizado, quiseram denunciar os efeitos da
sobrelotação, o escândalo do descontrolo clínico-sanitário, bem como
as reiteradas humilhações e violações dos Direitos Humanos a que
estavam sujeitos.

Essa luta [repetimos: cívica e civilizada!] vinha sendo empreendida
desde dois anos antes, quando o movimento de contestação nas cadeias
começou a fazer manchetes, a abrir noticiários televisivos e a
concitar - como se pode verificar na imprensa da época - a simpatia da
população que, lentamente, começou a perceber que as prisões [ao
contrário do engodo oficial mil vezes repetido] não eram, nem nunca
serão, um instrumento de contenção da criminalidade. Bem pelo
contrário, toda a sua lógica e subcultura manifestam-se como geradoras
de um infinita linha de produção de revolta e crime, cujos efeitos são
sentidos por todos os que não têm acesso às mordomias da “segurança de
bens e pessoas” e aos condomínios fechados.

A farsa do julgamento começou a 5 de Março, retoma o ridículo a 2 de
Abril e, provavelmente, irá estender-se nos próximos meses, tentando
provar o improvável. Embora já tenham percebido, logo na primeira
audiência, que – ao contrário do que supunham – o acto inquisitório
não vai ser “favas contadas”…

E treze anos depois, os métodos, as práticas e o terror são os
mesmos, como aliás, a título de exemplo está aí a Guantanamo de
Monsanto com tudo o que nos impele à indignação e ao nojo.

Ao comemorar 12 anos de vida e luta, a Associação Contra a Exclusão
pelo Desenvolvimento (ACED) não quer deixar de fazer o que sempre fez:
denunciar a iniquidade e debater publicamente temas que valem a pena,
procurando com tod@s as respostas para a acção.

ACED - 12 Anos de Vida e Luta pelos Direitos Humanos
http://iscte.pt/~apad/ACED/

sábado, março 14, 2009

Sem direitos iguais Todos perdemos

Manifestação pelos direitos dos/as imigrantes,
15 de Março, domingo, 15h, Martim Moniz

Milhares de imigrantes continuam à espera de regularização. Sem documentos ficam sujeitos/as à clandestinidade, sem direitos e sem protecção social. A actual lei é hipócrita e mantém um ciclo vicioso: é necessário trabalho para ter direito a residência, mas é preciso residência para trabalhar, o que deixa @s migrantes num beco de difícil saída, precariza a sua situação e alimenta os "falsos contratos".

Muitos homens e mulheres são impedidos a viverem em família, pelo facto de serem pobres e vítimas da exploração dos patrões e continuam a pagar valores exorbitantes na aquisição e renovação dos seus documentos, violando-se o princípio da igualdade.

Salvo algumas excepções, os/as migrantes não têm direito ao voto, o que limita os seus direitos de cidadania.

Tudo isto contribui para uma maior exclusão social, pobreza e marginalidade, que só alimentam a xenófobia e o racismo - usando os/as migrantes como bodes expiatórios para os problemas gerais da sociedade. Por tudo isto, aumenta a insatisfação e revolta, especialmente junto dos jovens descendentes que continuamente sofrem os efeitos da guetização e exclusão.

Porque os/as migrantes não podem servir apenas para trabalhar e descontar, um conjunto de organizações convocaram uma manifestação para o próximo domingo, dia 15 de Março, pelas 15h, no Martim Moniz.

ORGANIZAÇÕES PROMOTORAS:
AAMA – Ass. de Amigos da Mulher Angolana;
AAMA- Ass. Moitense Amigos Angola;
AHCD- Acção Humanista Coop. e Desenvolvimento;
Alternativa Libertária;
Ass. Caboverdeana de Lisboa;
Ass. de Cubanos Residentes em Portugal;
AGUINENSO – Ass. Guineense de Solidariedade Social;
Ass. José Afonso;
Ass. Luso-Senegalesa;
Ass. Lusofonia Cultura e Cidadania;
AMRT - Ass. de Melhoramentos Recreativos de Talude;
ANPRP - Ass. de Naturais do Pelundo Residentes em Portugal;
Ass. de Originários do Togo;
Ass. Res. Guiné-Conacri Portugal;
Ass. de Solidariedade Caboverdeana da Margem Sul;
Ass. de Ucranianos em Portugal;
Ballet Pungu Andongo;
Casa do Brasil de Lisboa;
CGTP – Inter Sindical;
Centro Cultural Moldavo;
Colectivo Mumia Abu-Jamal;
Frente Anti-Racista;
GAFFE – Grupo A Formiga Fora da Estrada;
KHAPAZ;
Mulher Migrante;
Obra Católica Port. de Migrações;
Olho Vivo;
Plataforma GUETTO;
Sind. da Hotelaria do Sul;
SPGL – Sind. de Professores da Grande Lisboa;
Sind. dos Trabalhadores da Agricultura, Industrias de Alimentação, Bebibas e Tabacos de Portugal;
Sind. de Trababalhadores do Munícipio Lisboa;
Sind. de Trabalhadores de Serviços de Portaria Vigilância, Limpeza,Domésticos e Acts Diversas;
Solidariedade Imigrante-Ass. para a Defesa dos Direitos Imigrantes;
SOS Racismo;
UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta;
União de Sindicatos Lisboa.

segunda-feira, março 02, 2009

URGENTE - Diga não aos Transgénicos/OGMs (provocam graves problemas ambientais e de saúde).

Plataforma Transgénicos Fora: http://stopogm.net/
Veja vídeos sobre os perigos dos OGMs: http://stopogm.net/?q=node/543
Nesta segunda-feira em Bruxelas vai ter lugar a primeira de uma série de votações sobre transgénicos que é decisiva para o futuro próximo desta tecnologia na UE.

Trata-se essencialmente de decidir sobre duas propostas da Comissão Europeia: para impedir os Estados Membros de proibir certos transgénicos no seu território, e para autorizar para cultivo mais duas variedades de milho transgénico, a juntar à que já está autorizada. De acordo com as votações prévias já realizadas, a maioria de dois terços necessária para bloquear estas propostas está prestes a ser atingida, mas pode perder-se por muito poucos votos. Portugal, que se tem abstido ou votado a favor da Comissão Europeia, precisa de mudar de posição.

Para mostrar ao Ministro do Ambiente que só votando contra é que serve os interesses dos portugueses, por favor vá a http://www.stopogm.net ( http://stopogm.net/?q=node/626 ) e envie a carta ao ministro!

Se puder divulgar esta mensagem pelos seus conhecidos!
Plataforma Transgénicos Fora: http://stopogm.net/

sábado, fevereiro 28, 2009

Dia 8 de Março - Celebrar a Mulher
a partir das 12h00
Acções de comemoração do Dia Internacional da Mulher
junto à Fonte Luminosa da Alameda - linha vermelha do metro.
Uma iniciativa da coordenação portuguesa da Marcha Mundial de Mulheres
Mais informações: http://www.lisboaintercultural.blogspot.com
Cinema - Pipoca na SOLIM
Venha assistir cinema!

no dia 1 de Março (Domingo)
às 15:30 horas

"MEMORIA ENTRE DUAS BEIRRAS"
(Burkina Faso)

na Associação Solidariedade Imigrante
(na Rua da Madalena nº8 - 2º andar)

PARTICIPE!!!
http://www.solimigrante.org
http://www.lisboaintercultural.blogspot.com
Casota AGPA
A casota AGPA ( http://acasotaagpa.hi5.com ) está a avisar no seu perfil de que na próxima segunda-feira alguns cães irão ser abatidos se não forem adoptados urgentemente.

Mesmo que nao estejas interessado/a em adoptar, reenvia por favor...

quarta-feira, fevereiro 18, 2009

Série Documental: Music of Resistance

Com a apresentação de Setve Chandra (dos Asian Dub Foundation, na foto acima), um dos episódios seguirá o dia a dia do Mano Chullage.

O primeiro episódio, focou nos Asian Dub Foundation e no trabalho de cidadania na Inglaterra, foi para o ar na AlJazeera English a 2 de Fevereiro.

A série conta a participação/ enfoque de/em:

1 Asian Dub Foundation
2 Tinariwen
3 Seun Kuti
4 Massoukos
5 Chullage
6 Afro Reggae

Mais informações no site oficial em http://www.musicofresistance.com
Mais sobre o Mano Chullage em www.myspace.com/chullagereg

Podes ver o primeiro episódio em
http://www.youtube.com/watch?v=WEonGRG25Ss
e em (parte 2) http://www.youtube.com/watch?v=zxOS_xWpmyo
Mixtape lagrimas e rimas - nas ruas a 28 de Fevereiro

O Mano Kenzo Mc aka Hezbollah Bugarym lança a sua mixtape este mês!
À venda a partir de dia 28, preço: 6 europaz. Informações pelo 96 10 52 493 e pelo e-mail entri.rimaz@gmail.com
Sintoniza o myspace do Mano Kenzo em www.myspace.com/hezbollahkovam
Directamente da Kova da Moura.
Caderno Consciência e Resistência Negra com o tema " Lugares da Resistência"
Olá a Tod@s,

A Associação Encontros anuncia que já se encontra disponível o sexto volume do Caderno Consciência e Resistência Negra, com o tema " Lugares da Resistência".

"É normal lermos hoje nos livros de história, que o tráfico de escravos e da escravatura constituiu um dos capítulos mais negros e desumanos da história da humanidade. É também costume apresentar nesses mesmos livros, a imagem de um homem negro, escravo que pacificamente acorrentado se dirige para pequenos barcos na costa africana, onde mais a frente o espera um grande navio. Nos países de destino, este mesmo homem negro, escravo é apresentado como preguiçoso, que trabalha noite e dia, de sol a sol nas plantações e outros serviços, sempre dócil, obediente e fiel ao seu senhor.A imagem se repete com a abolição da escravatura, onde este homem negro, escravo desaparece quase por completo dos cenários de luta.

Sem grandes ambições da nossa parte, é parte desta história que pretendemos apresentar neste Caderno, a história da resistência de homens, mulheres e crianças, que de um momento para outro, foram transformados em escravos e que até hoje continuam amordaçados nos livros de história da sala de escola, ou nas catacumbas de algum arquivo."

Índice de temas

Introdução 1

Quebrar o silêncio 6

Lugares da Resistência 10

República Negra do Haiti 13

Toussaint Louverture 17

O Brasil Negro 19

República de Palmares(1630-1695) 24

Portugal – As Confrarias Negras 28
Dentro e fora de casa: A resistência da mulher negra á escravidão 37
Resistência , Luta e Consciência :Depoimento de uma negra 42

Bibliografia 46

O nosso Caderno tem o preço simbólico de 2,50 Euro. A entrega poderá ser feita pessoalmente, em lugares previamente marcados, na Cidade da Amadora ou Lisboa.
Poderá ser entregue por correio, mediante o pagamento de mais 1.30 Euros para gastos de envio (por cada Caderno). Nesta quantia encontram-se incluídos: o envelope, o selo e a gramagem da correspondência. O pagamento poderá ser feito por transferência bancária.

Caso esteja interessado em adquirir um dos nossos Cadernos, contacte-nos através desta caixa de correio electrónico associacaoencontros@gmail.com , ou para os seguintes números de telemóvel: 93 4285614 ou 96 6257323.

Os nossos agradecimentos,
Associação Encontros